Esta semana eu não fiz  nada de especial, foi normal. Todos os dias cá em Lisboa são parecidos graças à quarentena e  à difusão do COVID-19, apesar disso, tento sempre fazer coisas novas enquanto estou a melhorar as minhas habilidades: línguas que aprendo, escrever, cozinhar comida nova e, com certeza fazer, amigos novos aqui.

Por toda a semana eu estudei, apesar de ter tantos problemas com a internet onde moro, pois faltei a algumas aulas; tentava aprender coisas novas também, mas a coisa mais importante é que eu me preparava  para o mês do Ramadão, em que tenho  de controlar tantos desejos e instintos humanos.

O dia mais especial para mim nesta semana foi ontem porque foi o início do mês Ramadão. Neste mês não é permitido para nós, os muçulmanos, comer nem beber, nem fumar, nem dizer insultos, nem fazer sexo por algum tempo determinado no dia: chama-se o tempo do jejum. Cá em Portugal, o jejum inicia-se às 5:05  da manhã até às 8:20 da noite. O jejum no Egito acaba antes de Portugal quase 3 horas antes e isso faz-me sentir tão zangado quando vejo as fotografias de comida no Facebook Hahaha .

De qualquer forma, eu aproveito o meu tempo aqui em Portugal, é a primeira viagem e não será a última. Estou muito feliz porque, quanto à Ramadão, vou viver este tempo sozinho numa cultura amplamente diferente. Será uma boa experiência, com certeza.