Estou no meu último ano da faculdade, com apenas um semestre antes da formatura. Portanto, atualmente relaciono-me muito com esse tipo de pergunta. É sempre difícil escolher entre um e outro, embora eu converse muito com os meus familiares, amigos íntimos e até com os meus professores da faculdade. No entanto, cheguei a uma conclusão  a um certo nível.

Para chegar à conclusão, é aconselhável escolher a opção A, desde que se tenha a paixão de continuar por mais de 10 anos. Se alguém ama o que faz, é plausível que faça esforços (investir tempo e dinheiro, estudar, etc.) para melhorar o trabalho. Se esse processo de melhoria se repetir por mais de 10 anos, é quase certo que atingirá um alto salário e sucesso na carreira mencionados na Opção B.

Por fim, gostaria de citar Martin Scorsese, um virtuoso realizador de cinema. Ele disse uma vez: “O mais pessoal é o mais criativo”. Em termos de escolha de uma profissão, aconselho que “O mais pessoal seja o mais sucedido”.